Eu estou perdida... Sei que sempre faço as escolhas erradas, sempre as situações mais erradas...

Como domar meu coração que insiste em sair por aí se fragilizando por qualquer paixãozinha inútil e boba?...

Desde o início eu sabia exatamente como seria, mas quis fingir que poderia ser diferente, que eu poderia ser feliz... Mas não. Eu não posso ser feliz. Meu destino é sofrer sempre, em qualquer circunstância, em qualquer estação...

Fico aqui em desespero, com o coração na mão, esperando um sinal qualquer que acenda novamente todas aquelas ilusões, já que não posso mesmo ser feliz, vivo me alimentando de ilusões passageiras...

Tento tomar uma decisão, algo que não te dê escolha, algo que te mobilize, algo que faça você me amar de vez, e que me convença a te abandonar de vez... Mas todas as palavras se perdem no ar, meus pensamentos se desencontram e meus planos nunca existiram quando estou perto de você.

Quero me livrar de você, sei que vai doer, mas tenho que conseguir... Por favor, não me olhe desse jeito, para que eu volte atrás, não me olhe desse jeito, me deixa fugir de você...

Não me trate como se eu fosse especial, porque eu vou deixar meu coração acreditar, e não quero me decepcionar novamente...

Não me diga que quer ficar comigo, porque eu vou dizer que quero ficar com você, e no fim vou descobrir que é um desejo só meu...

Não me segure, me deixe agir com a razão, não me diga que tudo está bem, porque não está!

Deixe que essa dor permaneça em mim, não tente me dar desculpas, não tente me dar razões. Essa dor tem que me ajudar a arrancar todas essas ilusões, tem que me ajudar a olhar para você e sentir ódio...

Pois só o ódio pode me ajudar a me opor a esse inferno fantasiado de paraíso...

Deixe que essa dor permaneça em mim, só ela pode me salvar... Deixe que essa dor tome meus atos, deixe que eu aja pelo impulso... Não me segure, não me peça pra que fique calma, não me peça explicações, elas não existem. A única explicação é que eu me apaixonei, e essa não pode ser dita nem compreendida.

Tenho medo de que o tempo tire de mim toda essa decisão e me leve de volta a cair nas suas armadilhas...

Tenho pressa, tenho pressa de te dizer que você não serve para mim, tenho pressa de te dizer todas as mentiras que tenho inventado a mim mesma, tenho pressa de me fazer de forte e descartar você.

Quero aproveitar o embalo do desespero para dizer-te que eu prefiro ficar só, que não acredito nas suas mentiras.Quero dizer-te que não aceito nada disso, que não temos nada em comum, mas tenho medo de que essa sensação passe e eu volte a me entregar em suas mãos.

Tenho pressa, pressa de chorar, pressa de abandonar tudo aquilo que um dia acreditei, pressa de te virar as costas, pois se eu olhar em seus olhos por muito tempo não vou mais conseguir te odiar.

Pressa, pressa de não precisar mais te ouvir, pressa de não mais te olhar, pressa de acabar logo com isso tudo...

Estou me sentindo mal e desamparada, e quero que essa sensação me dê a razão para que eu me guie por ela.

Deixe que eu te odeie e fuja de você...É melhor assim... Essa sua dança pode me envolver, e não sei girar com tanta habilidade, posso me machucar – ainda mais –.

Eu estou perdida demais para falar com coerência, perdida demais para segurar as lágrimas...

Meu ar vai sumindo lentamente, e tudo o que eu preciso agora é que você estivesse aqui para que eu pudesse te dizer, te esculachar, e que você ficasse calado e me abandonasse... O que eu preciso é que você parasse de mentir pra mim, parasse de me fazer acreditar sempre que eu sou especial...

Pare de resolver tudo com esse biquinho lindo de quem está sendo injustiçado... Não me chame de Sol nem de coração nem de anjinho nem de moreninha... Não diga que me adora nem que sou especial nem que não dá pra me evitar na sua vida... Não banalize essas palavras que pra mim são tão importantes...Não arrisque um ‘te amo’ só para me envolver...

Preciso me livrar das suas mentiras!

Estou perdida, desesperada, abandonada, carente, confusa...

Tudo se mistura agora. Se eu sabia que seria assim, porque eu me permiti seguir? Se eu sei que nada vai mudar porque ainda a esperança vem me atormentar?

A razão me diz o que fazer, mas e se eu não conseguir?

Quando as lembranças dos momentos bons me vêm à memória, desejo que você me faça mudar de idéia, desejo acreditar de novo naquelas atitudes tão falsas. Acho que preciso dessa ilusão pra sobreviver...

Quando lembro dos momentos lindos, penso em te esperar, em te dar uma chance de implorar que eu não me vá, uma chance de me convencer, em te dar uma chance de provar que me ama, mas – quanta ingenuidade! – É claro que você não me ama! E fico aqui esperando em vão e dando sempre chances e chances pra essa ilusão, perdoando todas as dores...

Eu não mereço mesmo ser feliz!

Então por favor, eu te imploro, só dessa vez, não me convença, não me faça cair de novo em seus braços, deixe que eu sofra agora para que não me decepcione novamente, deixe que esse ódio persista, que as lágrimas rolem, que as palavras machuquem, que o abandono me atinja...Proteja-me de mim mesma, pelos momentos que já passamos, pelo mínimo carinho que você tenha por mim... Salve-me de mim, salve-me dessa paixão louca e irracional!

Especial

De repente a gente acha que é especial, e coisa e tal...

A gente acha que todo o tempo é nosso, e que tudo está lindo, tudo está bem...

Mas uma serenata não significa nada; quem sabe aquelas mensagens no celular?

Tudo não passa de um grande teatro, tudo some depois do primeiro beijo, como que um jogo que chega ao fim quando o jogador atinge seu fútil objetivo...

As ligações se tornam cada vez mais raras, e desaparecem totalmente depois de uns dias.

Logo a gente, que achava que era especial, e coisa e tal...

Quem sabe uma coincidência, um desencontro?

Não.

Você não é especial.

Ele é só mais um cara que acha que curtir a vida é beijar toda e qualquer garota que aparecer em seu caminho...

As mesmas palavras iludem outras garotas por aí, os mesmos truques, as mesmas mentiras...

E mais tantas e tantas garotas que se apaixonam por uma ilusão...

Eu fico aqui, tão mal acostumada, esperando aquelas mensagens tão atenciosas que me levaram a cair em sua traiçoeira armadilha... Apaixonada em uma pessoa carinhosa e apaixonada que nem existe...

O que fazer agora com essa paixão? O que fazer depois de deixar meus pensamentos vaguearem por entre paraísos de amar e ser amada?

E eu achava que era especial e coisa e tal...

Quanta ingenuidade!

Ele não é o tipo de cara que liga no dia seguinte...
E muito menos que diz que te adora.
Ele é simplesmente um cara lindo que fica com as garotas por instinto.
Grande ironia, talvez...Pois é exatamente o oposto do que eu procurava.
Ele não é, definitivamente, o tipo de cara que liga no dia seguinte.
Fico aqui perdida, esperando um sinal, qualquer coisa, qualquer palavra, mas nada acontece. O tempo vai passando e tudo fica esquecido na noite em que aconteceu. Só mais um beijo. Só mais uma garota afim.
Como saber a impressão que ficou de mim, se sei que nunca vai haver sequer um telefonema?
Como fingir que nada aconteceu se aquela noite não sai de mim, se aqueles breves minutos em que estive com ele se transformaram numa eternidade de paixão em meu peito?
Ele não é o tipo de cara que cultiva, que corre atrás. Talvez porque nem precise disso.
Ele é apenas mais um cara lindo que só quer se divertir, e não dar satisfação a ninguém. Um cara que não dá valor a um beijo, que nem se lembra o nome da garota com quem esteve, seja ela linda ou não.
E eu, apenas mais uma garotinha que se apaixona por um beijo, um sorriso, um olhar... Uma garotinha que passa o dia todo grudada ao telefone, na espera de um sinal. Mas ele não é o tipo de cara que liga no dia seguinte pra perguntar quando vai haver um novo encontro.
Ele não é do tipo que quer um novo encontro.
Exatamente o oposto do que eu preciso para ser feliz. Mas quem disse que meu coração escolhe por quem se apaixona? Não, ele não escolhe. Nesse jogo, infelizmente, só posso contar com a sorte, que no momento não parece estar do meu lado.
Eu não sou o tipo de garota que quer curtir a noite e depois esquecer. Que faz do beijo um passa tempo, sem levar em conta o cara que me faz companhia. Definitivamente não sou o tipo de garota que rejeita um telefonema no dia seguinte.
Sou uma menina mimosa, que curte carinhos e sonhos, que prefere um abraço a longos e molhados beijos.
Sim, isso tudo é uma grande ironia do destino.
Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics