"(...)A solidão entrou, trancou a porta, e

 não me deixa mais...

Eu já tentei sair, t
entei fugir, não consegui, e
u já não tenho paz!
Até o meu sorriso é tão sem graça, n
ão há nada que desfaça e
ssa tristeza em meu olhar..." 

Cada coisa que eu consigo, quero dividir contigo, não vai ser fácil esquecer! ♪

'Eu devia ter te exibido para o mundo todo quando o que fiz foi te esconder. Olhei pra fora antes de você sair, quando o que devia ter feito era ter gritado no meio da rua que era você quem eu queria. Devia ter te puxado pela mão e andado o bairro todo, a cidade toda, o mundo todo do seu lado.
Fechei a janela quando deveria ter abrido meu coração. Devia ter te agarrado naquela manhã, na frente de todo mundo; ter pulado em você, te derrubado e te pedido em namoro, e a gente ia rir a semana inteira. Eu devia mas não fiz. Eu queria mas não assumi. Eu deixei você ir, mesmo com tantas oportunidades de te manter aqui. Eu devia ter perdido aquele ônibus de propósito pra ficar do seu lado, mas eu entrei e te olhei de longe; eu fui e voltei quando bem entendi, repetidamente, e um dia você não permitiu que eu voltasse mais. E eu devia ter lutado naquele dia, talvez ainda houvesse tempo, talvez ainda houvesse chance, mas eu errei mais uma vez. Eu recuei e foi então que você avançou e eu nunca mais pude te alcançar. 

Eu não mudei muito. Talvez o vestido um pouco mais justo, ou a maquiagem um pouco mais forte. Quem sabe o cabelo frequentemente solto, ou esse salto um pouco mais alto.
Mas veja só: o mesmo riso fácil, e lágrimas mais fáceis ainda. O mesmo olhar de menina, e o mesmo sorriso bobo. Ainda durmo agarrada ao celular, como chocolate na hora do jantar, ainda tenho pesadelos depois de assistir filmes de terror, e as vezes, confesso, fico sonhando com filmes de amor.
Ainda caio em ilusões e as vezes ainda deixo você me magoar; Eu que achei que estava imune... Eu me engano e erro, mas de vez em quando eu acerto também! E vou caminhando devagar. Eu não mudei muito, mas tem alguma coisa diferente no gesto, só quem corre junto vai conseguir perceber. O mesmo olhar de menina, porém, acredite, a vida tá me obrigando a amadurecer.



Quem são essas pessoas capazes de machucar anjos?

Anjos pequeninos que aos poucos aprendem a sorrir, mas antes de nascer já despertam tantos sorrisos alheios. Olhe, cheire, toque. Eles são a pureza. Quando não podem contar o que lhes dói, choram. Você os puniria por chorarem?
Os bebês me encantam, me fascinam. O cheiro, os olhos, as mãos e as minúsculas unhas, essa coisa tão angelical que guardam no corpo todo.
Deus, sei que sou imatura, e tantas vezes não soube o que desejar para meu futuro, mas não me prive de enxergar o meu olhar no olhar de um pequeno anjo. Isso seria cruel demais.
Eu o amaria com todo meu coração.

Hoje eu perdi o sentido...
Já não penso em mais nada além de anestesiar a minha solidão
Será que você não entende que esse tipo de coisa machuca as pessoas? Será que não entende que me machuca? O que isso muda na sua vida, porque diabos isso te satisfaz?
Me explica esse seu prazer pervertido de mentir pra mim. Você nem sequer pode conferir o efeito do seu teatro, não faz sentido insistir em fazê-lo.
Eu sei que o efeito não é mais o mesmo de antes, e vai diminuindo gradativamente, mas essa dose de esperança que você planta em mim ainda dói. Dói ver ela morrer esmagada pela realidade. Cheguei a acreditar que houvesse em você vestígios daquele sentimento que existia quando te conheci. Mas eu me enganei; outra vez. Quem olhar pra você hoje só pode enxergar indiferença e insensatez.

(POST)

" (...) Você tinha sua vida e eu tinha você, e pra mim isso bastava. (...) "





(Marcella Fernanda)

"(...)E a dor é menor do que parece.... Quando ela se corta, ela se esquece que é impossível ter da vida calma e força. Viver em dor, porque ninguém entende... Tentar ser forte a todo e cada amanhecer!"
"Diz pra mim que a gente vai se encontrar, e que esse dia já tá quase chegando!" ♫


(POST)

---------------------------------------------------
E de repente eu vi o céu escurecer, e o tempo entristecer; e quando eu vi os pingos caindo lentos, como uma espécie de aviso, eu permaneci parada. As pessoas corriam, as folhas das plantas iam sendo invadidas pela água, e tudo parado dentro de mim. Parado naquele dia em que eu corria com você. A chuva caiu forte e devastadora, e num gesto automático me tranquei na sala com as luzes acesas, me encolhi na blusa de frio. Havia tanta gente em volta, mas o barulho da chuva me causava uma grande solidão. Meu corpo arrepiou-se, anunciando o frio, e imediatamente desejou seu calor.

Meu coração se desesperou, toda uma história passou diante dos meus olhos. Eu preciso de uma maneira de alcançar você.
---------------------------------------------------

Uma carta

"Olha, eu sei que você tá aí tão longe e talvez nem esteja lembrando da minha existência, mas eu tenho pensado em você todos os dias. Olha, meu gatinho, eu tava olhando pra sua foto e, meu Deus, como você continua lindo... Me desculpe a invasão de te chamar de meu, mas por tantas vezes eu te tratei assim, lembra? Virou até costume(...) Eu sei que tudo o que você falou pode ter sido da boca pra fora, e provavelmente é, e eu sei que você tá me ignorando, mas isso não muda nada! O que eu sinto tá aqui, intacto, e enquanto olho pra sua foto, independente de qualquer mágoa, tudo que tenho é vontade de te tocar.
Talvez eu nunca tenha te dito o quanto seus olhos são lindos, mas eles são! E quando eu disse que a sua boca era convidativa... Era sério, e isso não mudou.
Talvez eu não tenha dito o suficiente o quanto eu gosto de você, ou não tenha demonstrado interesse suficiente pelos seus planos improváveis... Mas eu os sonhava também! Eu olhei tanto pra'quela sua foto hoje, que até cheguei a achar que você estivesse aqui.
Sabe, eu sei que tudo parece perdido, mas eu ainda quero tudo o que um dia quisemos juntos, ainda planejo todos os planos que um dia foram nossos. Eu ainda leio sua carta todos os dias, tentando achar um pedacinho que talvez eu não tenha entendido, uma entrelinha que talvez você tenha escondido(...)
Olha, eu juro que não vou mais ter medo dessa distância feia que insiste em entrar na minha frente sempre que fico louca pra te ver. Eu decidi que vou meter o pé mesmo, mandar ela vazar. E, sabe, eu acho que quando eu olhar pra você não vai mais existir toda essa confusão, eu sinto que quando a gente se abraçar, tudo vai se encaixar, pra nunca mais sair do lugar."

(POST)


Me conta , o que é isso que você faz que me desmonta em um segundo ? Que muda o brilho do meu olhar , o ritmo das batidas do meu coração ... Me conta como é isso ... O que você faz que bagunça tudo aqui dentro tão repentinamente ?

(POST)

Você pode correr, mas não pode se esconder. Eu sempre sei onde te encontrar. Nossos caminhos estão traçados e você não pode fugir do destino. Eu vou seguir cada sinal seu, eu não vou desistir.






(POST)
E mesmo que digam que tudo é uma grande bobagem, só quem ama sabe mesmo o valor de um dia especial como esse. De um pequeno mimo, de um "eu te amo" sincero, de uma visita surpresa... Só quem ama sabe mesmo o que é essa vontade de ficar junto que nunca passa, esse nunca cansar de olhar e beijar e abraçar. Só nós, os namorados apaixonados, podemos saber o quanto alegra o coração ter um dia só pra demonstrar sem medo toda essa melação e esse carinho exagerado. Feliz dia dos namorados a todos os apaixonados que realmente comemoram essa data com o coração. ♥


Basta olhar no fundo dos meus olhos, pra ver que já não sou como era antes.

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics