Especial

De repente a gente acha que é especial, e coisa e tal...

A gente acha que todo o tempo é nosso, e que tudo está lindo, tudo está bem...

Mas uma serenata não significa nada; quem sabe aquelas mensagens no celular?

Tudo não passa de um grande teatro, tudo some depois do primeiro beijo, como que um jogo que chega ao fim quando o jogador atinge seu fútil objetivo...

As ligações se tornam cada vez mais raras, e desaparecem totalmente depois de uns dias.

Logo a gente, que achava que era especial, e coisa e tal...

Quem sabe uma coincidência, um desencontro?

Não.

Você não é especial.

Ele é só mais um cara que acha que curtir a vida é beijar toda e qualquer garota que aparecer em seu caminho...

As mesmas palavras iludem outras garotas por aí, os mesmos truques, as mesmas mentiras...

E mais tantas e tantas garotas que se apaixonam por uma ilusão...

Eu fico aqui, tão mal acostumada, esperando aquelas mensagens tão atenciosas que me levaram a cair em sua traiçoeira armadilha... Apaixonada em uma pessoa carinhosa e apaixonada que nem existe...

O que fazer agora com essa paixão? O que fazer depois de deixar meus pensamentos vaguearem por entre paraísos de amar e ser amada?

E eu achava que era especial e coisa e tal...

Quanta ingenuidade!

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics