'Eu devia ter te exibido para o mundo todo quando o que fiz foi te esconder. Olhei pra fora antes de você sair, quando o que devia ter feito era ter gritado no meio da rua que era você quem eu queria. Devia ter te puxado pela mão e andado o bairro todo, a cidade toda, o mundo todo do seu lado.
Fechei a janela quando deveria ter abrido meu coração. Devia ter te agarrado naquela manhã, na frente de todo mundo; ter pulado em você, te derrubado e te pedido em namoro, e a gente ia rir a semana inteira. Eu devia mas não fiz. Eu queria mas não assumi. Eu deixei você ir, mesmo com tantas oportunidades de te manter aqui. Eu devia ter perdido aquele ônibus de propósito pra ficar do seu lado, mas eu entrei e te olhei de longe; eu fui e voltei quando bem entendi, repetidamente, e um dia você não permitiu que eu voltasse mais. E eu devia ter lutado naquele dia, talvez ainda houvesse tempo, talvez ainda houvesse chance, mas eu errei mais uma vez. Eu recuei e foi então que você avançou e eu nunca mais pude te alcançar. 

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics