Eu quero fugir de você, ignorando o fato de que você nunca esteve me perseguindo. Eu me sinto uma ferida exposta e me encolho, me recolho, me escondo como se você quisesse me encontrar, me ferir, me sangrar. Mas a verdade é que essa fuga é direcionada a mim mesma. Eu busco incessantemente por uma saída de emergência desse labirinto que adentrei quando te conheci, uma maneira veloz de me livrar desse turbilhão de curvas e sentimentos que invadiram a minha alma naquele instante em que me apaixonei por você.
Estou cansada de fantasiar a sua presença em tudo que eu faço, de deixar você controlar a minha vida, mesmo que inconscientemente, cansada de não pertencer mais a mim. Esgotada de fugir de situações imaginárias, de não conseguir me forçar a entender que você simplesmente não se importa. Então eu tento me isolar do mundo, mas eu sei que nunca adianta, pois você está sempre aqui, dentro de mim.


"Construí uma casa no espaço, me escondi de você, mas se eu deixo as portas abertas você nem vai saber."

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics