Olha só pra mim! Há três dias eu não me levanto da cama, não como nem tomo banho, há meses sequer escrevia no meu blog.
Olha pra mim, dividindo o dia todo entre choro, remédios sedativos e sono. Olha isso! Eu não cuido mais de mim e não reciclo mais meus pensamentos, eu não os controlo! Vazia de vida e com os olhos foscos. Algumas crises fortes, as vezes alguns espasmos. Eu não vejo mais TV, não jogo mais no celular, não transito entre a casa e sequer brinco com meus cachorros. Eu não existo mais. Tão vazia de vida e tão cheia de angústia. E a angústia chefe, por mais quieta que eu tente ficar, ela vem, se instala na boca do meu estômago e se espalha. Solta todo o seu peso, toda sua crueldade. E vem sem motivo, sem marcar horário. No resto do tempo, os pensamentos me consomem. Como fantasmas, vagam de um lado para o outro e me mantêm perturbada. As vezes são eles que convidam a angústia chefe pra entrar.
Olha só pra mim! Eu não arrumo mais os cabelos e nem sei que data é. Não sei que dia é amanhã e por que existe um amanhã.
Eu não abdiquei de tudo. Tudo se abdicou de mim. Eu não fiz essa escolha. Me deram como única opção. Eu só não existo mais. Acabou.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics