Carente de você


E eu aqui sozinha. Só preciso de um pouco mais do que seu cheiro (que eu trouxe comigo) e do que sua voz pelo celular... Preciso do seu abraço, da segurança de te ter por perto. Eu aqui sozinha, carente de um sorriso seu, precisando do seu cafuné e dos seus olhos me pedindo pra ficar calma. Tão sozinha eu me desespero, e pra quem é que eu vou recorrer, senão pra você? Confesso que algumas vezes agradeço a minha liberdade e gosto da solidão, mas o coração enfraquece, a saudade toma conta, e eu bem que queria dormir de conchinha e ter você vigiando a minha febre a noite toda. Tá doendo, doendo tudo, o corpo, a saudade, o medo. Tá doendo não poder fazer manha, não poder fazer bico, não poder contar pra alguém onde dói. Tudo parece tão mais fácil quando você me carrega no colo e me faz um chá... Quando me dá um beijo na testa e diz que me ama... Tá doendo, poxa, vem ficar comigo?

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics