Eita, mas olha só que teimosia. É muita vontade de me ferrar. E é isso mesmo que você quer, né coração? Me ferrar. Acelerando assim, teimoso, quando ele aparece. Me deixando toda assim, trêmula, quando ele chega perto. Você surtou ou quer me ver surtar, só pode.
Essa história tem que parar. Essa luta por atenção, essa procura muda, com os olhos, a cada vez que saio na rua. Não pode, não pode; entende! Não pode ligar pra ele, não pode viciar na voz. Não pode sonhar, não pode querer, não pode ficar pensando o dia todo no sorriso bobo que ele deu.
Você não vê o tamanho da tragédia que está causando? Eu não sei competir com você, coração, você manda ligar, eu ligo, você manda imaginar, eu deito e fico criando cenas de nós dois na minha cabeça até adormecer. Eu PRECISO parar. Quebrar o celular, esquecer o número, passar longe quando enxergar o vulto dele. Isso tem que ter um fim.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics