Você me faz sentir como se viver a minha vida fosse um crime. Como se estar solteira fosse um estado errado por si só. Me faz acreditar que qualquer gesto, palavra ou expressão são errados. Que qualquer sorriso é fora de hora, e que qualquer lugar não é adequado.Você me faz sentir culpada por viver. Você faz com que eu me sinta uma puta só por existir. Faz com que eu me imponha uma centena de regras imaginárias doentias, que só me destroem aos poucos. Você me faz acusações e de tanto descrever a imagem horrível que você inventa, me faz vê-la no espelho também. Você não proíbe, mas julga e condena, e as suas críticas me limitam, a sua pena me desespera. Você me acrescenta dezenas de paranóias, e faz com que eu me sinta não aceita no mundo.
O seu machismo me ataca, suas palavras me magoam, suas atitudes me adoecem. Talvez não seja de propósito, mas sua personalidade me agride. 
Eu questiono tantas coisas, me questiono, questiono você, questiono o mundo; mas no fundo sei que só há um questionamento que deveria ser feito: Por que eu me deixo atingir?

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics