Eu já não me queixo de dores na alma.
Uma dor aqui, outra ali, uma garganta infeccionada, um coração partido. Mas compreenda, não há queixas porque tudo parece bem, quero dizer, tudo parece seguir o seu curso normal, apenas. Sentimentos vão e vem, paixões vem e vão embora, conquisto objetivos e me decepciono com algumas pessoas. Exatamente como deveria ser.
Eu acordo pela manhã e sorrio pro sol, um bom dia, um mau humor as vezes, mas vem minha cachorra e desfaz meu bico com uma lambida nos meus pés.
A turbulência passou e depois de, tantas vezes, acreditar que nunca mais voltaria a ter paz, aqui estou eu. Aquele carinha lindo que me pediu em namoro teve que ouvir um não. Teve que ouvir um não porque eu descobri que sou forte e não preciso de alguém apenas pela necessidade de ter alguém. Porque eu previa a largos passos que seria mais uma relação problemática e hoje eu sei cuidar de mim. E estou satisfeita com isso. Aquele serviço não rolou. Eu fiz entrevistas e ainda assim não estou empregada, mas o bom humor bateu a minha porta, e não vou deixar de correr atrás por ter recebido um não. A formatura está chegando e entenda que são tantos detalhes estressantes para cuidar, e ainda assim estou tranquila. Estou ansiosa na medida certa, sem aquela maldita queimação pra me prejudicar. E, Deus, eu vou me formar! Depois de tantas lutas eu consegui, e isso, por si só, já não é um motivo para estar feliz?
Eu não me queixo mais de dores na alma porque a minha finalmente está curada. Ela não precisa mais de tantos remédios e eu não preciso mais me agredir em nome do desespero.
Hoje vivo, apenas, e isso é incrivel, e me deixa repetir mil vezes o quanto é bom, porque eu estou orgulhosa da minha vitória. Só quem foi ao inferno sabe a alegria de sair dele. E eu nunca pensei que um dia seria tão feliz.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics