Ela agora sorria sem medo, já não se importava se os dentes não pareciam tão perfeitos, ou se em algum momento da vida havia ouvido críticas sobre seu sorriso exagerado. Ela sorria sem medo porque sabia que a essência do sorriso mais bonito não está no molde com que se esboça, mas na intensidade com que se ri. Porque sabia que o brilho não vem dos dentes, vem da alma.
Ela agora ria um riso frouxo, de quem sabe que a vida é muito curta pra trancar as emoções, de quem sabe que não sorrir é que causa rugas na alma.
O sorriso resplandecia e não deixava dúvidas de que nessa vida ganha quem expõe a parte mais bonita do seu corpo: os sentimentos.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics