Ouvi certo dia alguém dizer que as pessoas enlouquecem por amor. Não duvido que o tal amor enlouqueça muita gente. É, não duvido que as pessoas percam o controle da sua consciência por causa de tal sentimento.
Mas eu acredito em algo muito mais destrutivo. Um sentimento muito mais cruel chamado rancor.
O rancor é o ódio que gruda, a mágoa que se acumula, as frustrações que se multiplicam. As pessoas adoecem por causa do rancor. As pessoas enlouquecem por ele. Vejo pessoas que matam e morrem em nome do ódio agarrado ao coração.
É com toda propriedade que digo que o rancor destrói lentamente todos os sentimentos bons com os quais se depara. Ele nos transforma, aflige, prejudica.
E é com toda coragem do mundo que devemos enfrentá-lo.
Se algo o incomoda, reclame. Se a mágoa o fere, encare-a. Se a frustração te corrói, aja. Não guarde os sentimentos ruins até que eles destruam você. Perdoar não significa que você tem que esquecer, porque a sua memória vai te trair quando menos esperar. Perdoar significa apenas seguir em frente e encontrar um outro foco para sua vida.
Perdoe, não porque um outro alguém mereça, mas porque você merece.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics