E foi a primeira vez que sonhei com ele desde que ele não é mais meu.
Era tudo dolorosamente real, seu rosto, seu olhar de impaciência, a sensação de estar tudo errado, a minha ânsia em ficar do lado dele sem saber porquê. Tudo exatamente como vivi por todos esses anos.
E quando acordei, não sabia o que estava sentindo. Foi esquisito. Não sei se gostaria que tivesse sido um sonho bom, porque talvez dessa maneira eu sentisse muita saudade e tivesse ilusão de que fui feliz. Não sei se gostaria que tivesse sido um pesadelo, pois não prevejo que tipo de dor iria sentir.
Então ficou essa dor constante e morna aqui dentro. A lembrança e esse vazio. Foi apenas a primeira vez que sonhei com ele. E nem sei dizer se tive saudade.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics