Eu estava totalmente enganada sobre você. E isso me amedronta, pois estava enganada quando disse que você era mais um cara como outros, malandro, sem pudor. Eu errei tanto quando julguei que seu charme estava exclusivamente na sua aparência perfeita...
Não é apenas sua beleza física que encanta, mas seu caráter. Seu brilho, sua alma, sua pureza. Um menino ainda tão intocado pelas armadilhas cruéis da vida, e ao mesmo tempo um homem tão fiel aos seus princípios.
Queria ter te conhecido em outros tempos, quando em mim não existiam cicatrizes, quando ainda não existia essa camada dura que as mágoas criaram. Queria ter te conhecido em outros ares, pra retribuir toda essa pureza que seu coração traz, antes que a vida pudesse ter distorcido tanto os sabores, os amores, os desejos... Queria ter te oferecido meu sorriso ingênuo de quem ainda acreditava no amor...
Você irradia um brilho que eu nunca vou poder te oferecer, e as vezes me sinto culpada por não poder ser essa pessoa leve pra você.
Tudo em você é tão transparente, que traz uma imagem frágil que não quero quebrar. É esse seu sorriso branco recheado de confiança que me encanta, que me enlouquece, que me derrete.
Eu quero me limpar de todo o rancor que carrego nos sapatos antes de entrar pela porta da sua alma.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics