Foi quando escutei a sua voz que percebi como o tempo passou depressa, e mesmo assim algumas coisas parecem ter ficado intocadas. Escutando a sua risada reprimida lembrei de como tudo se desfez tão repentinamente e nos deixou inatingíveis um para o outro, carregados de uma mágoa e de lembranças que sequer podiam ser trazidas à tona. Eu percebi que ambos vivemos nossas vidas à parte, como se um pedaço não pudesse ser alcançado individualmente, só pudesse existir com nossas palavras unidas. Percebi que é preciso destrancar essa porta e deixar tudo isso sair, pra poder fechar esse capítulo. É preciso falar um ao outro todas as palavras que ficaram engasgadas no meio da decepção. Quando escutei a sua voz eu percebi que esses anos não desfizeram o meu carinho por você, e nem a sua mágoa por mim. Mas também não desfizeram as lembranças e nem apagaram o sentimento, mesmo que o tenha mudado, eu sei que ele está em algum lugar de nós.
E foi escutando a sua voz que eu dei forma e som àquela saudade infundável que eu me via sentindo todas as vezes que te via de longe.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics