'Você e essa sua mania de botar panos quentes em tudo. Às vezes me irrita tanto, vezes me magoa. Mas no fundo eu sei que é isso que nos equilibra. Eu jogando álcool em qualquer incêndio que se inicia, querendo ver o fogo subir mesmo, queimar tudo de uma vez só; você com seus panos quentes e me salvando, segurando meu braço pra não me ver correr em desespero.
Não sei o que seria da nossa casa sem você pra não deixar queimar, pra não me deixar sufocar.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics