'Naquela manhã eu acordei cedo, e antes que eu pudesse me levantar, lá estava você, como se dali nunca tivesse saído. E saímos caminhando com um sorriso no rosto e aquele brilho no olhar. O sol ainda não havia nascido, mas o roxo do céu não nos amedrontava. Sem medo nem receios, adentramos a neblina. Tão densa, tão linda, tão branca. Mágica. E aquela atmosfera de filmes encantados nos fez puramente felizes. Sem cobranças, sem problemas, sem ironias, sem segundas intenções. É fácil ser feliz quando o coração está em paz.
Mas hoje quando passei pela neblina igualmente densa, eu senti que a atmosfera não estava exatamente mágica; Estava triste. E eu pude fechar os olhos por um momento e até quis que você estivesse ali, mas a solidão e o clima pesado daquela branquidão cegaram até os meus sonhos. O céu tinha uma cor diferente, e o meu coração também. E foi então que entendi que aquele sorriso e aquele brilho no olhar... Eles nunca mais vão existir.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics