A verdade é que ainda não me libertei. Quando eu decidi mudar a minha vida e buscar a minha felicidade, terminando um namoro de longos e infelizes anos, eu me libertei especificamente dele, mas não me libertei dos meus costumes, da minha dependência, eu ainda não me libertei da necessidade de ter alguém, de me dizer apaixonada, de colocar alguém como prioridade, acima até de mim mesma.
Ao decorrer desses meses de transição, continuei presa. Vivo transferindo confiança e sentimento de um envolvimento pra outro, me jogando por inteira, me doando por completa, só pra me perder de mim. Me negando a chance de ficar sozinha comigo mesma. 
Eu preciso descobrir e aceitar a vida de solteira. Preciso aprender a gostar da minha própria companhia. Preciso aprender a me divertir sem me apoiar em alguém. Preciso me libertar. Chegou a hora de recomeçar. Eu adiei esse recomeço o quanto pude, mas chegou o momento de dar a cara a tapa e finalmente conhecer o  caminho que a vida me deu.
Por tantos meses mudou o meu status mas não mudou a minha vida. Eu quero uma chance de ver como tudo é quando é diferente.
Quero uma chance de ser feliz.

1 COMENTÁRIOS:

  1. Estou quase fazendo desde seu texto....minha realidade. ..

    ResponderExcluir

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics