Ele tinha atitudes típicas e frases altamente clichês. Tudo batia exatamente com o tipo de cafajeste ele era. 
Não me queria em tempo integral, mas queria me fazer sentir culpada por cada vez que eu respirava sem ele. Queria me fazer sentir mal por erros que não eram erros, enquanto ele me sangrava por dentro, me magoava e passava por cima do meu sentimento. Enquanto ele sumia e seguia normalmente, enganava a mim e as outras sem o menor pudor. Tudo tão claro e tão determinante e ainda assim eu deixava ele me atingir. Ainda assim ele conseguia exatamente o que queria. Eu me deixava envolver por aquele olhar e pelas palavras fofas. Me apaixonava cada vez mais por aquele sorriso torto. Eu vendia minha alma em troca daqueles momentos e não percebia. Mas eu não vou mais deixar, eu vou lutar, ainda que demore muito, ainda que demore uma vida; Eu vou conseguir. Eu vou me livrar dessa teia e desse sentimento tosco.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics