Conto de fadas

Eu cresci ouvindo sobre a "metade da laranja", a "tampa da panela", os casais incríveis que o destino forma; Cresci fantasiando os relacionamentos e ouvindo estórias de amor. E talvez não seja você, ou talvez eu não saiba ainda o que é amar... Mas sempre falta um quê, uma palavra, um gesto, um jeitinho de me arrebatar. Falta alguma coisa que eu não sei explicar, algo que sempre faltou e que me faz questionar se existe mesmo algo acima disso. Quem sabe seja esse o jeito certo, um pouco incompleto, quem sabe esse seja o máximo que se pode gostar de alguém.
Eu sinto sua falta. Me encaixo no seu colo quando tudo dá errado e sei que de alguma forma você é meu porto seguro, mas ainda não me sinto completa. Pode ser que falte um pouco de mim mesma e não de você, mas qual a medida para essa definição? Passei a vida toda esperando por esse "quê" que nunca chega, e hoje já quase quero acreditar que isso é sonhar demais.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics