Foi estranho. Me doeu ver o quanto ainda gosto de você. Tenho medo disso que estou sentindo, principalmente agora que sei que não há possibilidades de dar certo. Eu sei que alguma coisa mudou, mas me amedronta essa fascinação que ainda não acabou. Alguma coisa mudou muito, a mágoa se tornou maior que todas as outras coisas e não há mais como gostar de gostar de você. Mas ainda assim esse sentimento não sai de mim. Parada admirando a sua imagem eu fiquei realmente muito assustada. Eu não quero isso pra mim. Não mais. Não quero amar seu jeitinho de rir que me derrete, não quero me sentir tão confortável do seu lado. Não quero o encanto e desencanto contínuo que você me provoca, eu não tenho estrutura. Não suporto gostar de você sem admirar a pessoa que você é pra mim. Ficar lutando contra esse sentimento infundado cansa, mas eu não quero jogar tudo isso em cima de você, me jogar, quando sei que você não vai me segurar. Eu não posso oferecer tanto pra alguém que tem tão pouco pra dar em troca. 

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics