Nem todo mundo espera alguma coisa de um sábado a noite. Eu hoje, em paz, não espero absolutamente nada. Aproveito a calma para descansar. Aproveito a deixa para desligar o celular, e alimentando meu fascínio pelas letras, escrevo com a pressa de quem nunca quer chegar; penso em amores antigos, em amizades que se foram, histórias. Num salto pulo as mágoas e revivo os sorrisos, bolo meus planos mirabolantes e rio de mim mesma.
Nem todo mundo espera alguma coisa de um sábado a noite. E eu apenas vivo.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics