Não dá pra explicar quando foi que tudo começou a se embaralhar tanto.
Meu plano era só não gostar de você. Era não gostar de ninguém. Ser independente, segura e insensível. E pra te provar isso inventei mentiras e mais mentiras, disse tantas palavras aleatórias, que nem eu mesma sabia mais em quê acreditar. Me perdi num labirinto sem saída. Não queria me sentir vulnerável, tive medo de cair nas armadilhas que tantos falam, queria arrumar uma maneira de me proteger.
Eu vivi por tanto tempo em uma bolha, tive medo do mundo. Coloquei máscaras e me escondi atrás delas. Me fiz de moderna, disse que desde o início queria apenas ficar com você, que não me apaixonaria, inventei mil amantes. Disse que queria ser mala e enganar você. Distorci histórias pra você ver uma pessoa que eu não era. Que eu não sou.
E agora tudo parece tão confuso. Não tenho mais créditos pra falar a verdade, depois de mentir tanto. Talvez eu não devesse mesmo ser sincera, mas eu queria poder ser! Queria poder gritar que eu te conheço há três semanas e já quero passar todos os dias com você. Que quando você desliga eu sinto vontade de te ligar de volta só pra ouvir um pouco mais a sua voz. Que esse sorriso torto me derrete e que seu abraço me acalenta. Queria poder contar que eu me apaixonei por você desde o primeiro dia que te olhei. Mesmo sabendo que seria a maior idiotice da minha vida, ao menos seria uma idiotice sincera.
Queria poder desfazer todas as babaquices que eu usei de escudo. Porque no fundo eu não quero mais me proteger de você. No fundo quero me jogar nessas suas mentiras, sem ligar que você seja apenas mais um mentiroso. Tantas vezes eu quis sentir isso que estou sentindo agora, tive tanto medo de nunca mais me apaixonar, porque tenho que fugir?
Não sei mais definir quando foi que eu decidi ser tão inconstante, confundir tanto as pessoas, mas sei definir o dia em que resolvi nunca mais mentir, nunca mais fugir. Se eu tiver que cair, que seja. Mas vou cair de cara limpa. Não vou desviar a minha rota e fingir ser quem eu não sou pra tentar distorcer o destino. Seja como for, ele vai chegar. Se eu tiver que quebrar a cara, eu vou quebrar. Meu plano era só não gostar de você, mas que se dane o plano. Eu só quero te olhar enquanto eu puder. E quando você partir, vai embora sabendo exatamente quem você deixou pra trás.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Não se pode confiar nos olhos quando a imaginação está fora de foco.

Cinderela Compulsiva Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados

  

Web Statistics